Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Culinária Regional Curry de Peixe na Wok

Curry de Peixe na Wok

Fonte: Site Ana Maria Braga; http://anamariabraga.globo.com/

Curry de Peixe na Wok

INGREDIENTES

1 colher (sopa) de óleo
½ cebola picadinha (1 xícara de chá)
2 dentes de alho amassados
½ pimenta dedo de moça picadinha
1 cenoura média cortadas em tiras finas (200g)
½ pimentão vermelho em tiras (100g)
½ pimentão amarelo em tiras (100g)
½ pimentão verde em tiras (100g)
1 tomate sem pele e sem sementes picado (1 xícara de chá)
1 colher (sobremesa) de curry
1 sache de legumes
1 vidro pequeno de leite de coco (200ml) misturado com 1 xícara (chá) de água (300ml) fervente
1 kg de peixe cortado em cubos de 4cm (cação, namorado, robalo, viola) temperados com sal e pimenta do reino a gosto
Coentro e cebolinha picados a gosto

MODO DE PREPARO

Coloque a panela wok em fogo alto e espere esquentar por 1 minuto. Na wok coloque 1 colher (sopa) de óleo e doure rapidamente ½ cebola picadinha, 2 dentes de alho amassados e ½ pimenta dedo de moça picadinha por 30 segundos. Adicione 1 cenoura média cortadas em tiras finas, ½ pimentão vermelho em tiras, ½ pimentão amarelo em tiras, ½ pimentão verde em tiras, 1 tomate sem pele e sem sementes picado, 1 colher (sobremesa) de curry e 1 sache de legumes e refogue por 30 segundos.

Junte 1 vidro pequeno de leite de coco misturado com 1 xícara (chá) de água fervente. Espalhe na wok 1 kg de peixe cortado cubos de 4cm (cação, namorado, robalo, viola) temperados com sal e pimenta do reino a gosto e cozinhe por 10 minutos.

Desligue o fogo, salpique coentro e cebolinha picados a gosto e sirva em seguida com arroz (jasmim) de alho poró.

RENDIMENTO

Wok

Panela ou frigideira típica da culinária asiática, de fundo côncavo e bordas altas. É um estilo milenar de preparar pratos saudáveis. Está presente no cotidiano de mais de um bilhão de pessoas na china, onde é utilizada há pelo menos 3 mil anos. Originado numa época em que o carvão escasseava na china e era preciso agilizar o ato de cozinhar.

O formato faz cozinhar rapidamente ou gradativamente os alimentos, dependendo da posição que eles são colocados na panela. A rapidez mantém os nutrientes dos alimentos.

A forma da panela distribui o calor de um jeito uniforme cozinhando tudo por igual.

Tudo nela tem uma razão de ser: o formato arredondado ajuda a manter o calor, o fundo côncavo não deixa o alimento grudar e as laterais deslizantes dão movimento e mantêm o cozimento perfeito dos ingredientes. Isso sem falar na versatilidade. Ela frita, cozinha no vapor, salteia...

Como ferro enferruja com facilidade, elas vêm untadas em uma camada de óleo da fábrica. Aí é só levar ao fogo para "queimar". A wok precisa ser "queimada" na boca do fogão até ficar escura.

Depois é só lavar com água, secar no fogo, untar com um pouco de óleo e ela está pronta para o uso.

Dá pra fazer até pudim na wok

A limpeza deve ser feita com água e esponja de aço. Nunca use sabão ou deixe no escorredor de louça. Seque-a no fogo.
O óleo dos cozimentos vai formando uma camada escura de carbono que funciona como um antiaderente natural - esse procedimento vale para a wok de ferro, para outros materiais leia instruções do fabricante.

Hoje ela é feita de aço inox, cobre, sirlagan, alumínio e pode ser revestida com antiaderente. Mas a melhor mesmo, segundo os chefs (e os chineses!), é a de ferro - que também é a mais barata (tacho médio por cerca de R$30).

Tipos de wok

Ferro - é a mais barata e a melhor, segundo chefs e chineses. Custa R$35 - esta é a que a Ana faz a culinária.
Versátil - a tampa favorece o cozimento no vapor e também vai ao forno. Custa R$117 .
Prática - de alumínio e com dupla camada de antiaderente impede que qualquer alimento grude. Custa R$150.
Moderna - esta wok possui design moderno, coloridas e são feitas de materiais extremamente avançados, livres de níquel (para pessoa alérgicas), é antibacteriana, possui um material interno de aço ferromagnético fundido com uma cerâmica de alta tecnologia e aceita todos os tipos de fogões: a gás, vitrocerâmico, indução e elétrico. Custa R$1170.

 

Ações do documento

banner_lai+sic_LATERAL-A-PLONE3.jpg
banner_lai+sic_LATERAL-B-PLONE3.jpg


banner_GERAL_LATERAL_sic-plone3.jpg

Portal da Transparência

registroagricultores.jpg

banner legislacao