Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Projetos PROGRAMA ALAGOAS MAIS PEIXE

PROGRAMA ALAGOAS MAIS PEIXE

Apresentação:

 

O Alagoas Mais Peixe nasce com a missão de potencializar uma atividade que tem grandes aliados no Estado: a piscicultura. Segundo um levantamento feito pela Secretaria de Estado da Agricultura e do Desenvolvimento Agrário (Seagri), 168 barragens de grande e médio porte em Alagoas têm um potencial produtivo estimado em 36 mil toneladas de peixe por ano.

Ao todo, essas barragens somam mais de 400 milhões de metros cúbicos de água e possuem uma área de mais de 4 mil hectares alagados. Com o fim das queimadas e a crescente mecanização do corte da cana-de-açúcar, muitos trabalhadores rurais poderão ficar desempregados. Uma alternativa para empregar parte dessa mão-de-obra será a piscicultura praticada em tanques-rede nas barragens de irrigação da cana e nos açudes comunitários.

Visando este cenário, o Programa Alagoas Mais Peixe vai dinamizar a piscicultura e fomentar a prática desta atividade nas barragens, que atualmente são usadas com pouca expressividade para a pesca ou somente para a irrigação dos canaviais.

Para isso, será fundamental a parceria com o Sindicato da Indústria do Açúcar e Álcool, além de outros parceiros que consideramos de extrema relevância, como a Agência Espanhola de Cooperação Internacional para o Desenvolvimento (AECID), as prefeituras municipais e o Instituto do Meio Ambiente (IMA).

As ações do Alagoas Mais Peixe – algumas delas já em execução – irão colaborar para gerar mais emprego e renda no campo, desenvolver a cadeia produtiva da piscicultura, viabilizar unidades de beneficiamento de pescado e, sem dúvidas, produzir alimento de alta qualidade.

 

Objetivos:

Os principais objetivos do Alagoas Mais Peixe são:

  •   Desenvolver a· cadeia produtiva da piscicultura;
  • Gerar emprego e· renda;
  •  Produzir alimento· de alta qualidade;
  •  Viabilizar unidades· de beneficiamento de pescado;
  •  Viabilizar a· implantação de uma unidade de produção de ração para atender aos piscicultores;
  •   Criação de um selo· sócio-ambiental e hídrico.

 

Público Alvo:

Serão beneficiadas 400 famílias de trabalhadores rurais que tenham perfil para lidar com piscicultura. As indústrias de açúcar e álcool poderão indicar os trabalhadores que irão se habilitar no processo de capacitação. As prefeituras municipais e as associações também indicarão as comunidades próximas aos reservatórios para seleção e capacitação. Todas as pessoas devem saber trabalhar em grupo.


Área de Atuação:

As áreas de atuação do Alagoas Mais Peixe serão os locais que possuam barragens com capacidade de suporte para ter 60 tanques-rede/barragem. Após levantamento realizado pela Seagri, constatou-se que as maiores barragens do Estado encontram-se no litoral e na Zona da Mata alagoana.


Resultados Esperados:

Com a efetivação das ações do Alagoas Mais Peixe, que incluem a cessão de 720 tanques rede, 250 toneladas de ração, 120.000 alevinos, oxímetros, kits de análise de água, ferramentas, capacitação, assistência

técnica específica e apoio à comercialização, espera-se incentivar a piscicultura no Estado, absorver parte da mão-de-obra que venha a ficar desempregada com a mecanização do corte da cana-de-açúcar e gerar emprego e renda no campo. Outro resultado esperado, de acordo com estimativas, é que cada produtor credenciado e capacitado pelo programa obtenha da atividade, pelo menos, um salário mínimo mensal.

Ações do documento

banner_lai+sic_LATERAL-A-PLONE3.jpg
banner_lai+sic_LATERAL-B-PLONE3.jpg


banner_GERAL_LATERAL_sic-plone3.jpg

Portal da Transparência

registroagricultores.jpg

banner legislacao